.Gostaria de ter a inteligência de Einstein, de ter a beleza interior de Gandhi, de ter a beleza física de Evangelista e a cultura de Damásio... Ah, e já agora, se não for pedir muito, a conta bancária do Bill Gates... sou apenas uma simples mortal!!!!!

.Catálogo por assuntos

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Em Tramitação...

. Depois de tanto tempo, o ...

. Uiiiii... que eu já não e...

. Cá venho registar...

. Johnny Neologista Mary

. Nada melhor para começar ...

. Sou só eu?

. Parabéns...

. Huuuuuummmmmmm...

. A indústria farmacêutica....

. E somos...

.Arquivo Definitivo

. Janeiro 2014

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.Documentos Históricos

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Pois é, boneco...

Sinto que começo a falhar nalguma coisa quando fazes uma birra igual à que fizeste no sábado em pleno Continente! Primeiro, porque eu não te dei uns carrinhos que viste no corredor dos brinquedos e depois porque não te deixei andar "à solta" como tu querias! Peguei-te no colo e tu gritavas e choravas de tal maneira, que eu notava pelo canto do olho os olhares de todos quantos se cruzavam connosco! Senti vergonha, sabes? E sobretudo, senti uma enorme impotência e frustração em não conseguir acalmar-te sem, no entanto, ceder às tuas exigências! Lembrei os pensamentos "se fosse meu filho..." que eu tinha cada vez que via uma cena destas e senti-me muito pequenina, tão pequenina que nem olhava as outras pessoas nos olhos por, precisamente, saber o que lhes ía na mente!

Não tive outro remédio senão sentar-te, contra a tua vontade, no carrinho das compras e acabar de fazer as compras o mais rápido possível, sem abrir a boca e tentando ignorar o mais possível o teu comportamento, enquanto tu gritavas! Foi terrível! Passei a vergonha, mas orgulho-me de não ter cedido e pensem as outras pessoas o que pensarem, vai continuar a ser assim enquanto tu te comportares daquela maneira, estamos combinados?

sinto-me:
publicado por JohnnyMary às 13:39

link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De mamaepedro a 19 de Janeiro de 2009 às 14:11
Pois, nos outros...se fosses meu filho...mas connosco as coisas são diferentes e a vergonha é a mesma que os outros pais que vimos tb passaram... bem, a última birra nem conto que essa é que me envergonha mesmo, mas foi mesmo má, com um nome feio, mas consigo abstrair-me das pessoas que me olham, paciência, mas felizmente, nem é muito comum haver birras, antes de entrar em algum lado, converso com ele para ele se portar bem, e quase sempre resulta.
Mas o meu ainda continua com a mesma mania de sempre que é bater, não o consigo fazer parar com isso, então tás a ver, berros e bater é uma cena linda de se ver...
Há-de passar, com os anos...hihihi

Beijokas
De JohnnyMary a 19 de Janeiro de 2009 às 14:20
Comigo, foi a 1.ª vez, ele adora ir ao Continente e sempre se portou lindamente, mas no sábado, deu-lhe para aquilo! Bater, ainda não bate e também não levanta a mão, limita-se a gritar e a chorar, enquanto bate com os pés no chão! Pois, que remédio tenho eu senão aguentar!!!

Beijocas
De maebabada a 19 de Janeiro de 2009 às 14:55
não adianta pensares nem nos outros nem que o problema é teu...os outros, ou já passaram por isso ou hao-de passar, e tu, o problema não é teu, as birras são chatas mas fazem parte e não ha muito que possamos fazer..ceder esta fora de questão senão da proxima é pior...o melhor é mesmo tentar ignorar ou tentar distrai-lo, o G., nem é muito de birras e depois..é uma questão de começares a perceber o que faz despoletar a birra, eu noto no tom de voz dele que se está a começar a enervar e mudo de assunto, de estrategia..ex., no outro dia não queria vestir o casaco para sair de casa, 1º insisti, e não resultou, depois comecei a brincar, será que vais vestir 1º o braço direito ou o esquerdo, eu acho que é o direito, acho mesmo, e ele disse log, não! é o esquerdo:o)), e vestiu o braço esquerdo num instante:o)))...e olha boa sorte:o))
De JohnnyMary a 19 de Janeiro de 2009 às 15:14
É verdade, com um pouco de imaginação consegue-se dar a volta à situação, às vezes falta-nos essa imaginação... eu umas vezes tenho, outras não... enfim! Eu também estava mal habituada, o Johnny nunca foi de birras, foi o meu baptismo de fogo! Mas é mesmo assim, ceder jamais, tenho é que treinar a imaginação ;)
Obrigada!

Beijocas
De maebabada a 19 de Janeiro de 2009 às 15:36
mesmo quando são calmos (deixa la bater na madeira...:o)), têm que fazer birras, mas cada criança tem a sua personalidade e eu acho que importa não ceder mas também não justifica mandar, gritar, fazermos nós finca pe, isto digo eu, porque o G. se eu gritar com ele é o descalabro, fica sentido, chora, e depois é muito pior porque ja nem ouve...se lhe desvio a atenção para outra coisa qualquer reage bem, só tens que descobrir o que funciona com o jonhy :o))

beijocas
De JohnnyMary a 19 de Janeiro de 2009 às 16:28
Claro, entendi-te na perfeição! Raramente grito (detesto gritarias) e às vezes (nem sempre) dou-lhe umas palmaditas ao de leve nas mãos e/ou no rabo, ou melhor, na fralda, e ele já começa a aprender o que pode e não pode fazer! Tento também ser sempre coerente com as minhas decisões, o que é hoje não é sempre não! Quem me ler deve achar que sou uma mãe autoritária, não é nada disso, tento apenas mostrar-lhe quem é que manda e até agora tenho conseguido, depois compenso-o sempre com muitos abraços, beijinhos e miminhos! Para já parece-me que tenho feito um bom trabalho, vamos ver!

Beijocas
De Antes assim... a 19 de Janeiro de 2009 às 15:39
Meu Deus, como eu receio cenas dessas... e o pipoca já vai fazendo assim umas mini birras de respeito. Por sorte, costuma ser em casa, ou na avó, em publico ainda não calhou... mas ele bate, chora, ralha, bate os pés... ai...
E tanto que eu tambem pensava no "se fosse meu filho..." mas olha, deito por contas que o meu não é o primeiro nem o ultimo a fazê-las, e ceder nem pensar, por isso, acho que ainda nem comecei!!!
Boa sorte amiga, beijinhos
De JohnnyMary a 19 de Janeiro de 2009 às 17:09
Pois é, nós idealizamos sempre um filho com as características que mais nos agradam e esquecemo-nos, às vezes, que eles são seres únicos e originais e como tal têm as suas características muito próprias. E isso leva a que mais dia, menos dia, eles nos surpreendam, quer pela positiva, quer pela negativa. A culpa é nossa, porque fizémos a tal idealização, apenas temos que aprender a lidar com aquele outro ser que não idealizámos e tudo corre bem :)))))
Não receies :)))

P.S. Este é o pequeno Eduardo Sá, que tenho dentro de mim, a falar :P

Beijocas
De mcg a 19 de Janeiro de 2009 às 22:58
Estou mesmo a ver a cena...
Tu a mirrrar e o Johnny a crescer por ser o alvo de tanto olhar ;)
De JohnnyMary a 20 de Janeiro de 2009 às 09:58
Ui!!! Põe mirrar nisso, se tivesse tido um buraquinho...
Mas já tive uma conversinha de "pé de orelha" com ele e ficou combinado que foi a 1.ª e a última vez ;)

Beijocas
De Doutorada em BIRRAS a 20 de Janeiro de 2009 às 13:40
Bem vinda ao mundo das birras! A única coisa que te posso dizer é que enquanto elas (as birras) durarem não percas a calma... coisa difícil (sei por experiencia própria ) canta... assobia... faz uma birra tb ... pode ser que resulte. Comigo as vezes resultava outras nem por isso. Quanto aos olhares e comentários dos outros outros pensa para ti " a semente da língua é muito bem aproveitada...hoje eu em breve serás tu..." e mesmo sem te aperceberes tens um sorrisinho malicioso no canto da boca que te faz levantar a cabeça e seguir em frente. Mas vou confessar - te uma coisa acho que preferia a fase das birras a fase do armário Enfim... como diz o velho ditado " Filhos criados sarilhos dobrados" Bjocas , T
De JohnnyMary a 20 de Janeiro de 2009 às 13:45
Realmente, como posso contra-argumentar com uma autêntica especialista????!!!! Se alguém percebe de birras, esse alguém és mesmo tu!
Deixa lá que eu também acho a fase do armário bem pior!!

Beijocas cunhadinha :)
De Doutorada em BIRRAS a 20 de Janeiro de 2009 às 15:48
Se te dá lgum animo não te preocupes que a fase do Armário deles é bem mais fácil. Tirando o nao tomar banho... teres de usar mascara de oxigénio (para entrar no quarto deles) e ... a coisa até se leva... mas a delas é um pouquito mais complicado ... mas tudo bem ! Acho que vou conseguir sobreviver !!!
De JohnnyMary a 20 de Janeiro de 2009 às 16:31
Quem sai aos seus...

Comentar post